EXPLORANDO O IMPACTO DAS TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL

uma análise crítica por meio de revisão bibliográfica

Autores

  • Clélio Rodrigo Paiva Rafael UFABC
  • Fernanda de Lacerda Tessarole Instituto Federal do Espírito Santo
  • Candyce Mabelle Paiva Rafael Universidade Estadual do Rio Grande do Norte

Palavras-chave:

estudo de revisão , tecnologias digitais , recursos computacionais, TICS

Resumo

As mudanças repentinas nas áreas de Ciência e Tecnologia (C&T), na atualidade, fizeram com que hoje já não seja mais possível imaginar a vida sem o suporte das tecnologias. Observa-se como essa mudança também alcançou a esfera educacional, sendo necessária uma transformação constante das técnicas pedagógicas. Nesse sentido, o presente trabalho traz como pergunta problema: qual a importância da tecnologia para a aprendizagem da criança na Educação Infantil? Para isso, definiu-se como objetivo compreender a importância da utilização de tecnologias na Educação Infantil para a aprendizagem das crianças. Em termos metodológicos, esta pesquisa pode ser caracterizada como exploratória, com levantamento bibliográfico, documental e de abordagem qualitativa, baseada em fatos citados no decorrer deste trabalho. Através do levantamento bibliográfico foi possível concluir que a tecnologia pode contribuir para a educação, levando a criança a conhecer, compreender e construir seus próprios conhecimentos. Contudo, é fundamental que antes da utilização desse recurso haja um planejamento, de acordo com os objetivos que se pretende alcançar em cada aula. Além disso, a literatura científica indica que é necessário que o Estado forneça o que for necessário para essa aplicação, desde materiais, ambientes adequados, treinamentos e atualizações para educadores para que utilizem a tecnologia da melhor maneira possível.

Referências

BACICH, Lilian; NETO, Adolfo Tanzi; DE MELLO TREVISANI, Fernando. Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Penso Editora, 2015.

BELLONI, M. L. Crianças e mídias no Brasil: cenários de mudanças. Campinas, SP: Papirus, 2010.

BIAGGI, G. Q. F. et al. O uso das novas tecnologias na Educação Infantil: para favorecer as habilidades de professores e alunos nesse novo tempo digital. Revista Carioca de Ciência, Tecnologia e Educação (online), v.6, n. 2, 2021.

BRASIL. Indicadores da Qualidade na Educação Infantil. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Brasília: MEC/SEB, 2009. Disponível: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/indic_qualit_educ_infantil.pdf. Acesso em: 13 jun. 2022.

DORNELLES, L. V. Artefatos Culturais: Ciberinfâncias e crianças zappiens. In: DORNELLES, L. V. (Orgs.). Educação e infância na era da informação. Porto Alegre: Mediação, 2012. p. 79–101.

GIRARDELLO, G. Produção cultural infantil diante da tela: da TV à Internet. In: FANTIN, Monica; GIRARDELLO, G. (orgs). Liga, roda, clica: Estudos em mídia, cultura e infância. Campinas, SP: Papirus, 2008. p. 127–144.

KISHIMOTO, Tizuko Morchida. O jogo e a educação infantil. Perspectiva, v. 12, n. 22, p. 105-128, 1994. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/view/10745. Acesso em: 10 mar. 2023.

LEÃO, Marcelo Franco; SOUTO, Daise Lago Pereira. Objetos educacionais digitais para o ensino de física. Revista Tecnologias na Educação. Ano, v. 7, p. 01-12, 2015. Disponível em: http://tecedu.pro.br/wp-content/uploads/2015/12/Art16-vol13-dez2015.pdf. Acesso em: 10 mar. 2023.

LAVELBERG, Catarina Cerqueira et al. Uma contribuição crítica para o entendimento dos sentidos atribuídos pelo orientador educacional ao exercício de sua função. 2011.

PABLOS, Susana Pérez de. Sete motivos para ligar o celular na sala de aula. Traduzido por GONÇALVES, L. R. M. Disponível em: https://educacao.uol.com.br/noticias/2015/02/24/sete-motivos-para-ligar-o-celular-na-sala-de-aula.htm. Acesso em: 13 jun. 2022.

PONTE, João. O computador: Um Instrumento da Educação. Lisboa: Texto, 1986.

QUEIROZ, Manuela Azevêdo; ROCHA, Maria Silvia P. de M. L. da. Pela tela de um tablet: tecnologias digitais na Educação Infantil. Revista Diálogo Educacional, [S. l.], v. 21, n. 71, 2021. DOI: 10.7213/1981-416X.21.071.AO05. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/dialogoeducacional/article/view/28142. Acesso em: 4 ago. 2022.

SANTOS, Digilaini Machado dos; BARBIERI, Jéssica Andressa Bern; SANTOS, Célio Joaquim dos; VALDICK, Adilson. Um Mapeamento Sistemático Sobre O Uso De Tecnologias Digitais Na Educação Infantil. Research, Society and Development, 2021.

SANTOS, Walter José; BRANDT, Ricardo. O USO PEDAGÓGICO DO CELULAR NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2016/2016_artigo_edfis_unioeste_walterjosedossantos.pdf. Acesso em: 10 mar. 2023.

TAKEMOTO, Denise Tomiko Arakaki; BROSTOLIN, Marta Regina. Professores de Educação Infantil: concepções e práticas pedagógicas relacionadas à inserção das Tecnologias. Série - Estudos - Periódico Do Programa De Pós-Graduação Em Educação Da UCDB, (39), p. 73–87. Disponível em: https://serieucdb.emnuvens.com.br/serie-estudos/article/view/835. Acesso em: 21 jun. 2022.

UNESCO. Diretrizes de políticas para a aprendizagem móvel. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/images/0022/002277/227770por.pdf4. Acesso em 06 de novembro de 2022.

VYGOTSKY, Lev. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

Downloads

Publicado

2023-11-24

Como Citar

RAFAEL, C. R. P.; TESSAROLE, F. de L.; RAFAEL, C. M. P. EXPLORANDO O IMPACTO DAS TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL: uma análise crítica por meio de revisão bibliográfica. Anais do Encontro Virtual de Documentação em Software Livre e Congresso Internacional de Linguagem e Tecnologia Online, [S. l.], v. 11, n. 1, 2023. Disponível em: https://ciltec.anais.nasnuv.com.br/index.php/CILTecOnline/article/view/1136. Acesso em: 29 fev. 2024.